Revista “Acrópole” (1938-1971)

“Lançado como periódico mensal em maio de 1938 sob a direção de Roberto A. Corrêa de Brito, a partir de 1953 Max M. Gruenwald o dirigiu até a derradeira edição nº 390/391 de novembro/dezembro de 1971.” (site FAU-USP).

O projeto de digitalização da coleção da revista Acrópole (SP, 1938-1971), a partir do acervo da Biblioteda da FAU-USP, foi coordenado por Hugo Segawa e Marcia Rosseto, estando disponível online desde 2014.

.link direto: http://www.acropole.fau.usp.br/

.link genérico: http://www.fau.usp.br

.inserção em: 2020.07.05 – RM

Catálogo Histórico de Teses e Dissertações da Área de História

Sobre o projeto:
“O Catálogo Histórico de Teses e Dissertações da Área de História visa reunir, organizar e facilitar o acesso aos dados dos trabalhos defendidos na pós-graduação em história no Brasil entre 1942 e 2000. Nosso objetivo é disponibilizar um material de referência útil aos pesquisadores interessados – em particular, mas não somente, aqueles especializados na história da historiografia brasileira recente. Estão catalogados os trabalhos defendidos para titulação de mestre e doutor em história – ou seja, não constam as teses de cátedra, livre-docência ou titularidade.

Este catálogo compila os dados de dois outros catálogos antigos – o de Carlos Humberto Corrêa, de 1987 (cobrindo o período 1973-1985), e o de Maria Helena Rolim Capelato, de 1995 (cobrindo 1985-1994) – mais os dados disponíveis da CAPES (1987 em diante), os catálogos impressos de 3 programas (UFF, organizado por Vânia Leite Fróes em 1996, UFRJ, organizado por Miridan Brito Knox Falci em 1998, e Unesp-Assis, organizado por Maria do Carmo Sampaio di Creddo em 1997) e as listagens disponíveis nos sites dos programas atualmente. Também foi considerado o levantamento de Carlos Fico e Ronald Polito para sua obra de 1992. Há várias divergências simples (como grafias de nomes e títulos) e algumas divergências mais sérias (trabalhos que não aparecem em um ou mais dos catálogos), que foram sanadas na medida do possível com consulta a fontes auxiliares (CV dos indivíduos, notícias etc.). Para os programas que já digitalizaram todos ou quase todos os seus trabalhos, os dados foram conferidos com as versões digitalizadas. Para os outros, foram realizadas visitas in loco para conferência.

As teses defendidas antes de 73 e fora da USP serão incluídas lentamente, conforme forem conferidas. Atualmente, constam alguns trabalhos defendidos nas Faculdades de Filosofia, Ciências e Letras no Interior de SP (que posteriormente vieram a formar a Unesp), na PUC-SP e na UnB, mas os registros ainda não são completos.”

OHARA, João Rodolfo Munhoz (org.). Catálogo Histórico de Teses e Dissertações da Área de História. Rio de Janeiro, 2020. Disponível em: https://www.historiografia.com.br/. Acesso em: 6 de junho de 2020.


link genérico: https://www.historiografia.com.br

inserção em: 2020.06.06– RM (grato, Helouise Costa)

Arquivo Nacional: Base de dados Entrada de estrangeiros no Brasil – Porto do Rio de Janeiro

Base permite acesso a registros de entrada no período entre 1875 e 1900, com buscas simples e avançada, que permite melhor rastreamento. Os registros posteriores estão sendo incorporados gradualmente.

.link direto: http://bases.an.gov.br/rv/menu_externo/menu_externo.php


.link genérico: http://www.arquivonacional.gov.br

.inserção em: 2020.03.11 – RM

Arquivo Vilém Flusser São Paulo: acesso digital

O Arquivo Vilém Flusser São Paulo, parceiro da unidade de Berlim, dedicado à  obra do filósofo transnacional Vilém Flusser (1920-1991), oferece agora acesso à sua produção escrita pelo site institucional.

Cobrindo de textos para jornais, conferências, correspondências…,  é possível, mediante cadastro prévio, a consulta online. Existe ainda a opção de download dos índices de textos, áudios e vídeos.

inserção em: 2018.11.27 – RM

Memorial da Imigração Judaica (SP) – Memorial do Holocausto

Instalado junto à Sinagoga Kehilat Israel, primeira constituída no estado de São Paulo em 1912 no bairro do Bom Retiro, o Memorial da Imigração Judaica, reinaugurado em 2016, oferece acesso online ao acervo de fotografias, documentos textuais, objetos etc. A coleção iconográfica tem acesso livre, mas o inventário e o documental exigem senha.

inserção em: 2018.11.15 – RM

Arquivo Público Mineiro – Imprensa mineira e Fotografia

O Arquivo Público Mineiro oferece desde 2007 o acesso online a conjuntos documentais. Em 2013, o acesso já oferecia um total de 1 milhão de imagens. O destaque aqui vai para a coleção de jornais mineiros do século XIX e a coleção fotográfica.

.link direto: http://www.siaapm.cultura.mg.gov.br/modules/jornais/search.php (jornais)

.link direto: http://www.siaapm.cultura.mg.gov.br/modules/fotografico_docs/ (fotografia)

.link genérico: http://www.siaapm.cultura.mg.gov.br/ 

.inserção em: 2018.10.30 – RM

Museu Paulista-USP – Acervos Iconográfico e Objetos

O Museu do Ipiranga – oficialmente Museu Paulista, unidade da USP – custodia umas das principais coleções de objetos (móveis e equipamentos domésticos em especial) e iconografia (estampas, fotografias etc) do Estado de São Paulo. No campo da fotografia, integra, junto com os acervos da Prefeitura de São Paulo, os conjuntos históricos pioneiros do segmento, reunindo os registros mais antigos da capital e parte do estado de São Paulo.

Embora as bases digitais estejam disponíveis para consulta local há mais de uma década, apenas há alguns anos o MP conseguiu estabelecer um serviço online, de acesso restrito, até o fechamento do edifício para reformas, apenas a pesquisadores acadêmicos. No momento (2018) é possível o acesso a acervos de objetos tridimensionais e iconográficos. A coleção disponível inclui destaques como todo o conjunto remanescente de Militão Augusto de Azevedo (1837-1905) e a pioneira coleção de retratos organizada por Carlos Eugênio Marcondes de Moura. O acesso é livre, mas permite, com cadastramento do usuário, criar seleções…

.link direto: http://acervo.mp.usp.br/Acervo.aspx

.link genérico: http://www.mp.usp.br (não há link para as bases)

 

.inserção em: 2018.10.26 – RM

 

Villa Digital – Fundação Joaquim Nabuco

Numa solução inusual, a Fundação Joaquim Nabuco, de Recife, integrou suas bases digitais a um espaço físico – a Villa Cultural, que oferece atividades para potencializar o contato e uso dos acervos.  O acesso digital, além da interface para computadores, é possível por aplicativos para telefonia móvel nos sistemas Android e IOS. Assim, parte das coleções de fotografias, postais, rótulos comerciais… está disponível para pesquisa.

.link direto: http://villadigital.fundaj.gov.br

.link genérico: http://www.fundaj.gov.br

inserção em: 2018.10.16 – RM

Portal Domínio público

O Portal Domínio Público, lançado pelo Governo Federal em novembro de 2004, é talvez a iniciativa pioneira com maior longevidade no Brasil. O serviço permite o acesso a obras textuais – livros, teses…, imagens, áudios e vídeso. Oferece hoje, conforme consulta em 10.2018, a um total de quase 200 mil itens, pouco mais de 90% deles em textos.

Embora sem divulgação e alimentação regular, a pesquisa ao portal traz surpresas e exige consulta regular. A busca em fotografia, por exemplo, traz parte importante do acervo da Fundação Joaquim Nabuco (Recife), embora sem os dados extensos como autoria, mas às vezes com arquivos em melhor qualidade que o portal desta instituição.

link direto:http://www.dominiopublico.gov.br

.inserção em: 2018.10.04 – RM

IPHAN: publicações do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional

O site institucional do IPHAN permite acesso a grande parte do conjunto de  publicações, entre elas destaque para a Revista do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, de 1937 até 2017.

O acesso pelo portal é fácil, no link Publicações, com itens disponíveis em formato PDF. Existe acesso no formato online DOCReader, mas os links são instáveis.

.link direto: http://portal.iphan.gov.br/pagina/detalhes/866

.link genérico: http://www.iphan.gov.br

.inserção em: 2018.07.25– RM